fiapos de luz.

14 jun

cá estamos, cãozinho, a pasta azul e eu, a preparmos rascunhos intermináveis. canek finge fazer perguntas e eu as interpreto como se fossem minhas próprias. a pasta azul dá ideias. e quando se abre é possível vislumbrar a vertigem do labirinto das mil outras perguntas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: